Crianças de 5 anos a jovens de 19 anos devem se imunizar contra o Sarampo até o dia 29 de fevereiro. Ao todo, o Piauí espera vacinar 81.400 pessoas.

Teve início na segunda-feira (10) a campanha de vacinação contra Sarampo nos postos de saúde do Piauí. A faixa etária do público alvo da vacina é de 5 a 19 anos e essa ação preventiva deve ser concluída até o dia 29 de fevereiro.

Em todo estado do Piauí, 81.400 mil crianças e jovens devem ser vacinados. “Ela cobre o espaço que ficou entre os dois grupos nas primeiras campanhas de 2019”, frisa Kelsen Eulálio, médico infectologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Além  disso, a recomendação oficial do Ministério da Saúde é que seja aplicada uma primeira dose da vacina contra sarampo contida na vacina tríplice viral nas crianças de doze meses e ainda segunda dose contida na vacina tetraviral, aos 15 meses”, destaca

Crédito: José Alves Filho

Em todo o Brasil está prevista a vacinação de mais de 3 milhões de pessoas. Crianças, jovens e adultos que estejam com a carteira de vacinação atrasada devem consultar a Unidade Básica de Saúde (UBS) para realizar a aplicação da dose em falta. No ano passado uma campanha privilegiou crianças de seis meses a cinco anos, devido essa ser a faixa etária mais acometida nos termos de incidência, gravidade e óbitos e logo depois foi realizada a campanha para os jovens e adultos de 20 a 29 anos, a faixa etária mais acometida em termos de números absolutos.

O sarampo já foi considerado um surto controlado. O Brasil recebeu certificado de erradicação em 2016, porém, no ano de 2018 a doença retornou. Em 2019 foram confirmados mais de 10 mil casos e 14 óbitos, destes, cerca de 95% dos casos aconteceram no estado de São Paulo, em primeiro lugar a capital.

Crédito: José Alves Filho

O médico infectologista Kelsen Eulálio, da Fundação Municipal de Saúde (FMS), explica o que pode ser feito para que a situação seja controlada.

“Ela (a doença) precisa de coberturas de vacina altas e homogêneas. O Brasil não conseguiu isso nos últimos anos, e como resultado, houve a ocorrência do surto e estamos em risco de novo este ano”, indica.

O sarampo é uma doença viral e altamente contagiosa transmitida por contato direto de pessoa para pessoa. O contágio ocorre durante a fala, tosse ou espirro contendo vírus que podem penetrar nas vias respiratórias superiores de outra pessoa, ou seja, a transmissão é respiratória direta de alguém infectado para outro saudável.

“O sarampo se manifesta principalmente pela ocorrência de febre alta, tosse, coriza, olhos vermelhos, e o que    caracteriza o sarampo é o aparecimento de manchas vermelhas no corpo, que começam na face, e até o segundo e terceiro dia, se espalham por todo o corpo”, conclui o médico.