Categorias
Barras Cidades

No Piauí, pacientes aguardam mais de 24h por um leito. Em Barras, HRLM tem 80% de ocupação

No momento mais letal da pandemia, pacientes no estado estão aguardando até 24 horas a espera de um leito de UTI nos hospitais do Piauí. A informação foi confirmada pela Gerência Estadual de Regulação de Leitos. O piauiense já enfrenta fila de espera por internação. O perfil das pessoas que precisam de uma Unidade de Tratamento Intensivo mudou e são pacientes jovens e com obesidade. Antes era mais idoso. 

Em Barras, o Hospital Regional Leônidas Melo já anunciou que 80% dos leitos estão coupados.

Em Piripiri, cidade onde morre praticamente uma pessoa por dia, já chega a 100% de ocupação de leitos.

Hoje, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Ministério da Saúde reative imediatamente 278 leitos de UTIs no Piauí voltados para internação de pacientes com a Covid-19.

A gerente do Complexo Regulador do Estado, Luciene Formiga, informou que uma média de 10 a 15 pessoas por dia estão esperando por leito de UTI. Ela explica que a fila é dinâmica, há momento que a situação é mais crítica e em outras mais ágil. 

“É paciente entrando no sistema e outros saindo. Mas, o tempo de espera chega a 24 horas, devido a demanda que aumentou desde o início do ano”, disse a gerente.

De acordo com Luciene Formiga, a região mais crítica é a Norte, principalmente em Piripiri, Campo Maior e Parnaíba, que tem apresentado maior demanda.

“Enviamos pacientes onde têm vagas. Se não tem em Piripiri enviamos para Parnaíba, se não tem vagas em Parnaíba vem para Teresina”, disse a gerente.  

O nível de ocupação de leitos de UTI está acima de 80%, o que levou o governo do estado adotar novas medidas restritivas. O governo publicou decreto que prorrogou o toque de recolher e o lockdown parcial nos finais de semana como medida para conter a alta dos casos e óbitos no Piauí. 

Barras contém 54 pessoas ativas e 64 óbitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.