Os empresários que estavam na companhia do policial civil e ex-prefeito Ronaldo Lages prestaram depoimento na manhã desta segunda-feira (10/06) na Delegacia de Repressão aos Crimes de Trânsito.

A reportagem da TV Antena 10 registou as imagens dos empresários na sala de espera da delegacia. Eles evitaram se identificar e preferiram não comentar sobre o que diriam ao delegado Sebastião Alves, que comanda o inquérito.

O depoimento visa saber se o condutor da Amarok, que colidiu com o carro onde estava a biomédica Joysa Ribeiro, estava ou não sob efeito de bebida alcoólica. O acidente que acabou na morte da jovem aconteceu no dia 25 de maio e provocou polêmica e revolta.

Após invadir a preferencial no cruzamento entre a rua Angélica e a avenida Jóquei Clube, na zona Leste de Teresina, Ronaldo Lages bateu em cheio no Agile onde estava Joysa e o namorado, Richard Morais.

Além dos empresários, a polícia já ouviu o gerente do Cachaçaria Kanecas, onde estava o ex-prefeito e os amigos, os garçons que fizeram o atendimento, o namorado de Joysa que conduzia o Agile, Richard Morais e ainda amigos do casal, que afirmaram que o jovem não consumiu bebida alcoólica.

A comanda da conta de Ronaldo e dos amigos foi apreendida. O total foi de aproximadamente R$ 300, mas o ex-prefeito afirma que consumiu apenas água e do total da conta pagou apenas R$ 35.

Do 180graus