A cidade de Barras toda está solidária á dor da família Costa. O vírus invisível que levou a óbito o casal, atingiu duplamente os filhos e netos, que nem conseguiram ainda se acostumar com a dor da ausência do patriarca José Luís. Cinco dias depois, Emília Costa, carinhosamente conhecida como Dona Miroca, a mãe, também faleceu.

Os dois estiveram hospitalizados, passaram pela UTI, lutaram bravamente, mas foram vencidos pelo coronavírus, cuja infecção já ceifou 51 vidas em Barras. Apenas cerca de 5% deste número eram de pessoas jovens. Os idosos, com comorbidade, estão sendo os mais atingidos.

Casal, Dona Miloca e Zé Luís, em momento de adoração à Nossa Senhora da Conceição

O longah se solidariza com a Família Costa e com todas as famílias barrenses que perderam entes queridos durante esta pandemia.

NOTÍCIA RELACIONADA!