Morreu neste domingo (19) na cidade de Batalha, vítima de infarto fulminante, o radialista Aluízio de Castro, irmão do jornalista Dídimo de Castro.

Aluízio tinha 74 anos de idade. Durante duas décadas, integrou a conhecida equipe de Esportes da Rádio Pioneira de Teresina, denominada de “O time que nunca perdeu”, que passou a ser conhecida em todo o Brasil.  O sepultamento acontecerá neste domingo em Batalha.

Foto da equipe que Aluízio de Castro integrava nas décadas de 60 e 70 no Piauí

A Federação de Futebol do Piauí (FFP) emitiu uma nota de pesar. Nela, a FFP ressalta que “Aluízio de Castro era um apaixonado por futebol e pelo rádio”.

Com profundo pesar, lamentamos o falecimento do comunicador Aluízio de Castro. Ele tinha 74 anos e faleceu na manhã deste domingo (19), na cidade de Batalha. Aluízio era irmão do jornalista Dídimo de Castro e tio do locutor oficial da FFP, Everardo Torres.

Aluízio de Castro era um apaixonado por futebol e pelo rádio. Começou no rádio na segunda metade do anos 60, na Pioneira. Nos anos 70 e 80, época de ouro do futebol piauiense, fez parte da equipe Titulares do Esporte no Rádio, ao lado de Carlos Said, Dídimo de Castro, Pedro Mendes Ribeiro, Valdir Araújo, Tomaz Teixeira, Carlos Dias e Gomes de Oliveira (Galego), com quem fez a dobradinha sendo repórter de pista.

Nos últimos tempos, já aposentado como repórter, ele fazia participações, por telefone, do programa Cidade Verde Esportes. Desde a década de 80, morava na cidade de Batalha.

O presidente da Federação de Futebol do Piauí, Robert Brown Carcará e os clubes filiados à entidade transmitem sentimentos de pesar aos familiares e amigos do comunicador.