O processo eleitoral da Câmara Municipal de Cabeceiras  foi tumultuado e marcado por uma tentativa de manobra. Em contato com o longah.com, a vereadora Elenita Macedo esclareceu que a candidata Cleidiane Oliveira não foi reeleita, tendo em vista que não obteve maioria simples. Kiane, como é mais conhecida, obteve quatro votos do total de nove vereadores.

Isso significa que 1 candidato da própria chpa não votou na reeleição da atual presidente. Veja texto enviado ao portal escrito pelo grupo de 4 vereadores:

Atualizada em 18.12. 2018, às 10:22

Cleidiane Oliveira é reeleita presidente da Câmara de Cabeceiras. Oposição vai recorrer

O pedido de impugnação da única chapa que concorre à mesa diretora de Cabeceiras feito pelos vereadores Marcos Tadeu, Elenita Macedo, Francisca Ligório, Maria do Carmo não foi atendido e a vereadora Cleidiane Oliveira (PTB) foi eleita presidente da Câmara Municipal de Barras.

A eleição aconteceu nesta segunda-feira (17), mas a oposição promete entrar na justiça. O que acontece em Cabeceiras é que o número de vereadores, nove, só permite que uma chapa seja registrada. Para que o pleito seja mais justo, a câmara deve mudar o regimento interno reduzindo o número de componentes da mesa diretora.

De acordo com a vereadora Elenita Macedo, a presidente Cleidiane Oliveira estava impedida de concorrer à reeleição ao mesmo cargo que ocupava conforme o regimento interno “Fizemos o pedido da impugnação da chapa administrativamente, porém se não formos atendidos, vamos buscar judicialmente”, disparou a vereadora Elenita Macedo.