Categorias
Barras Batalha Cidades Destaque com Foto Polícia

Corpo do professor Marcílio Borges chega a Batalha, que está de luto

Após os procedimentos necessários do exame cadavérico do professor Marcílio Borges, o corpo foi liberado pelo Instituto Médico Legal e chegou ao município de Batalha na noite desta quarta-feira (31) no carro de funerária.

A Polícia Civil está investigando o caso, mas até o momento não repassou informações à imprensa. O longah entrou em contato com o Delegado Allisson Landim e aguarda retorno.

O que se sabe de concreto é da existência de áudios com a voz de um rapaz convidando o professor para ir a Barras, mas não se pode afirmar que esses áudios tenha alguma relação com o crime. Toda informação que circula nos grupos e whatsapp não deve ser considerada porque a polícia não se manifestou ainda sobre o caso.

A Prefeitura Municipal de Batalha decretou, na tarde desta quarta-feira (31), luto oficial de três dias pelo falecimento precoce do professor Marcílio Augusto do Nascimento Borges, de 42 anos. O educador foi encontrado morto com várias perfurações de faca na manhã de hoje, na cidade de Barras.

No documento assinado pelo prefeito Zé Luiz do Frango, ele diz que é dever do Poder Público render justa homenagem às pessoas que com seu trabalho, seu exemplo e sua dedicação, contribuíram para o bem estar da comunidade batalhense.

A secretaria de Educação da cidade também se manifestou e divulgou nota de pesar pelo falecimento do profissional da educação. Marcílio Borges era professor na rede municipal de ensino há 22 anos, desde 1999.

Marcílio foi diretor das Unidades Escolares Conselheiro Saraiva e Dedila Melo e se destacou na área Cultural, tendo seu ápice no Grupo Cultural Arraia dos Matutos, grupo que conquistou incontáveis títulos Piauí afora.

ENTENDA!

Professor de Batalha é encontrado morto com várias perfurações de canivete em Barras

Um corpo de homem foi encontrado por populares nas primeiras horas desta quarta-feira (31) em um local conhecido com Casa Redonda, nas margens do Rio Marataoanem Barras. A vítima foi identificada como Marcílio Borges Nascimento, que é professor da cidade de Batalha

Pelas características, o caso é encarado como um homicídio, já que o corpo do professor possui muitos golpes de faca. Um veículo modelo Corolla de cor preta e placa de Luzilândia estava estacionado próximo ao corpo.

“Tudo indica que entrou em luta corporal. Há marcas de sangue no banco do passageiros e muitos golpes de canivete”, disse coordenador do GAV, Francisco Sampaio.

Acompanhe no áudio abaixo o que informou o coordenador do GAV ao correspondente da Imperial FM, Daniel Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.