O governador do Piauí Wellington Dias (PT) anunciou na tarde desta sexta-feira (03), que vai proibir por meio de decreto a circulação de ônibus e de vans no período em que é celebrado a Semana Santa pelos religiosos. A decisão do governador tem o intuito de conter a proliferação do novo coronavírus (Covid-19) no estado.

Segundo Wellington Dias, a portaria assinada nessa quinta-feira (02), entra em vigor a partir do dia 06 de abril, segunda-feira, e tem validade até o dia 12, domingo de Páscoa, quando é celebrada a ressurreição de Jesus Cristo.

“Estamos vivendo o período da Semana Santa, nesse momento temos que seguir mais do que nunca a palavra de Jesus Cristo: amar a Deus sobre todas as coisas, amar ao próximo como a si mesmo. Então nada de levar coronavírus de Teresina para outras cidades e de outros municípios para Teresina, ou seja, aquela movimentação comum. Para impedir esse deslocamento eu autorizei agora, um decreto que entra em vigor na próxima segunda-feira, proibindo a movimentação do transporte interurbano e das vans. Nosso intuito é conter o avanço dessa doença em nosso estado”, argumentou Wellington Dias.

Veja a portaria conjunta, assinada com a Secretaria de Saúde e de Transportes

“Está determinada à polícia que faça a retenção do veículo. Serão recolhidos para o pátio de alguma organização pública”, afirmou.

O documento diz ainda que a “retenção será feita de imediato, e o veículo ficará retido em local indicado pelo órgão ou agente responsável pela fiscalização, pelo período que durar a suspensão”, ou seja, o proprietário só poderá recolher o veículo no dia 13 de abril. Veja a portaria na íntegra.

Mais de dois mil casos

O gestor alertou a população que o Piauí pode ter entre 2 mil a 3 mil casos da Covid-19 ainda não notificados, já que existem pessoas que não apresentam sintomas, mas podem transmitir a doença para pessoas do grupo de risco.

“Tem cerca de 2 mil a 3 mil pessoas com coronavírus no Piauí, que você não sabe quem é. Não saia de onde você pode levar para a casa do seu avô, amigo ou pais essa doença. Sigam as recomendações, fiquem em casa. Aproveito para agradecer a todos os líderes religiosos pelo apoio que eles t}em nos dado”, finalizou o governador.