O município de Barras tem 60 casos positivos de coronavírus. A informação é do boletim da secretaria municipal de Barras. Mais um bairro foi acrescentado à lista: o Bairro Palestina.

Devido às ações tímidas realizadas pelo poder público municipal, a sociedade resolveu tomar iniciativa e promover ações de prevenção e combate ao coronavírus. Um grupo está reunindo voluntários e planejando ações.

“Pretendemos fazer barreiras sanitárias nas entradas e saídas da cidade. Uma na entrada do rodoanel, outra próximo à ponte do Longá, mais uma na Macedônia e uma última nas Pedrinhas. Pessoas e transportes que passarem nós faremos a higienização. Estamos contando com parceiros da sociedade civil, voluntários, comerciantes. E o GAV também é um importante parceiro”, conta Rosa Dias, uma das voluntárias da iniciativa.

O coordenador do GAV, Francisco Sampaio, informou que as ações já iniciam nesta segunda-feira (25). “Na próxima segunda-feira, o GAV vai estar nas ruas para verificar o nível de saturação de oxigênio para pessoas da terceira idade, cardiopatas, pessoas do grupo de risco. As higienizações iniciarão de terça para quarta-feira quando tivermos os EPIs e o material para o procedimento em mãos”, explica Sampaio.

Tenda armada em Barras vazia, sem profissionais para barreira sanitária

Cinco pessoas estão internadas, uma na UTI desde o dia 20. Na cidade, uma pessoa morreu e mais sete foram curadas, somando 14. Quarenta estão em isolamento social. A faixa etária mais contaminada é de 20 a 39 anos, com 4 casos.

Em Batalha, já são 41 infectados e 1 óbito. Esperantina e Campo Maior empataram com 97 casos. Cabeceiras e Boa Hora continuam com 1 caso Miguel Alves, 39 casos.