O sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Piauí (Sinepe-PI) divulgou na manhã desta sexta-feira (27), uma nota informando a antecipação do período de férias coletiva dos alunos nas redes de educação de ensino privado, no Piauí.

Em nota, a entidade afirma que a “deliberação foi aprovada por unanimidade pelos diretores de instituições de ensino da educação básica, do ensino superior e dos cursos livres”. A Sinepe alega que tal medida visa garantir a saúde dos alunos e profissionais da educação frente a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Ainda de acordo com a nota, o período de férias foi concedido a partir do dia 19 de março a 28 de março e deve se estender de 31 de março ao dia 8 de abril, com o retorno das aulas curriculares sendo previstas para o dia 13 de abril depois do feriado da Semana Santa.

A entidade reforça a concordância e as medidas seguem com as recomendações do Ministério da Saúde, das Equipes de Vigilância Sanitária do Estado e da cidade de Teresina, além do decreto de nº 18.884/2020 do governo estadual.

Confira a nota na íntegra

O sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Piauí – SINEPE/PI, entidade representativa da rede de ensino privado, comunica que, foi antecipado o período de férias coletivas dos alunos e professores, sendo concedida a partir do dia 19 a 28 de março, e de 31 a 08 de abril de 2020, com o retorno das aulas curriculares previsto para 13 de abril, após a Semana Santa.

Essa deliberação foi aprovada por unanimidade pelos Diretores de Instituições de Ensino da Educação Básica, do Ensino Superior e dos Cursos Livres.

Comunica, outrossim, que essas medidas seguem as orientações do Ministério da Saúde, das Equipes de Vigilância Sanitária do Estado e do município de Theresina, bem como o decreto do Governo do Piauí ? 18.884/2020, que estabelece providências a serem adotadas em função do Coronavírus – COVID-19. Esse procedimento visa a preservação da saúde e bem estar dos acadêmicos e educadores das instituições particulares educacionais e, consequentemente, o impedimento da explosão da pandemia causada pelo Coronavírus – COVID-19, com o isolamento social, impossível de ser adotado no âmbito escolar.