Uma situação que deixa Barras mais suscetível ao coronavírus é o alagamento da residência de pessoas idosas. Em um momento que pede reclusão e isolamento, idosos têm que se sujeitar às intempéries provocadas pelo tempo e pelas enchentes.

Na manhã deste domingo, o Grupo de Resgate Voluntário (GAV) teve que fazer o resgate de um casal de idosos na Vila Alda Rodrigues. A casa deles foi invadida pelas águas e eles foram encaminhados para casa de parentes.

Uma das principais razões para os idosos fazerem parte do grupo de risco é o sistema imunológico. Diferentemente do que ocorre entre os jovens, os idosos enfrentam uma resposta mais frágil aos fatores externos. Assim, quando um idoso adoece, mesmo quando ele se recupera da doença, pode sofrer alguma alteração no organismo. O segundo fator é a presença de várias doenças simultâneas, o que o deixa mais vulnerável ao desenvolvimento de um quadro severo.

O coordenador do GAV, Francisco Sampaio, traz mais informações!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Casos de dengue em Barras deixa população mais suscetível ao coronavírus

Marataoan sobe muito. Cota de elevação pode chegar a 5,44m nas próximas horas. Fotos!