Após a testagem positiva do médico de Barras para coronavírus, o Hospital Regional Leônidas Melo divulga nota de esclarecimento! Veja na íntegra!

“O Hospital Regional Leônidas Melo, da cidade Barras, informa que um médico plantonista,
dessa unidade, está afastado por suspeita do novo coronavírus (Covid – 2019).O profissional estava de plantão na última segunda-feira (23), e no momento em que a direção do hospital identificou que o mesmo estava com sintomas, solicitou seu isolamento. O médico procurou um hospital particular em Teresina, onde recebeu atendimento e realizou o exame.  O hospital aguarda o resultado dos exames, realizados pelo Laboratório Central do Piauí (Lacen).Todos os protocolos com os profissionais de saúde e pacientes, que mantiveram contato com o médico já foram tomados, como determina a Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde.
O Hospital Regional Leônidas Melo ressalta que por respeito e ética profissional, não divulga nomes, de casos suspeitos da doença. Lembramos ainda, que os profissionais dessa unidade de saúde estão utilizando os Equipamentos de Proteção Individual, disponibilizados pela Secretaria de Estado da Saúde e que todas as normas de proteção aos profissionais e pacientes estão sendo cumpridas.
O Hospital Regional Leônidas Melo reitera seu compromisso em cuidar da população de
Barras e região, trabalhando com total transparência e se colocando a disposição para atender a comunidade”.

NOTÍCIA RELACIONADA!

 

Um médico que atende no Hospital Regional Leônidas Melo, Dr. Thalerrand, contraiu o Covid-19. Ele atendeu na segunda-feira em Barras. Nossa reportagem apurou que ele já veio da cidade de Batalha com os sintomas.

Áudio de coordenadora do hospital foi enviado ao longah por um leitor. Neste áudio, ela confirma e tranquiliza os funcionários do hospital.

“Não há motivo para pânico. Todo mundo sabe que o Covid vai atingir 80% da população. As pessoas podem manifestar de forma leve, média ou grave. A gestão já orientou o isolamento social, que é pedido pelo protocolo. Enfim, a gente sabia que mais cedo ou mais tarde isso ia acontecer, ou por um profissional ou por paciente”, orienta a profissional.

Ela fala também no áudio que o médico está reagindo bem.

O HRLM deve fazer um comunicado oficial sair ainda hoje.

A situação é mais complicada porque ele fez atendimentos diretos a pacientes. Por isso, a assistência social do hospital deve visitar e orientar os pacientes que foram atendidos por ele naquele dia.  Além de monitorar os funcionários!

Veja no mapa a seguir municípios com casos sus´peitos.