O Ministério da Saúde informou agora há pouco ao presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, que Teresina irá receber apenas nove pacientes de Manaus para o tratamento da Covid-19 em Teresina. A redução de 30 para nove seria por causa da distância entre as duas cidades, o que demandaria mais oxigênio no transporte dos pacientes para o Piauí.

“Vamos receber hoje nove pacientes, todos clínicos, precisando de internação e oxigênio. Por enquanto, vamos receber hoje esses pacientes porque outras cidades ofertaram ajuda, ficam mais próximas e outros estados ofereceram vagas. Só nove pacientes estão em condições de serem trazidos para Teresina”, informou o presidente da FMS. 

Ao Cidadeverde.com, ele disse ainda que o voo da Força Aérea Brasileira (FAB) ainda não decolou do Amazonas por falta de oxigênio. “Assim que tiver definição, vamos informar”, reitera.  

O médico Gilberto Albuquerque disse ainda que serão doados 30 cilindros de oxigênio que vão assegurar o transporte de pacientes do Amazonas para outros estados. 

Ele esclarece que os leitos disponibilizados para receber os pacientes de Manaus são extras e não afetará o tratamento de piauienses. 

“Os leitos destinados para Teresina e Piauí continuam disponíveis. Aqui foi uma situação emergencial em que foram montados 15 leitos iniciais para atender os pacientes provenientes de Manaus. Não afetará a disponibilidade de leitos para os piauienses”, disse Albuquerque. 

Piauí recebe trinta pacientes de Manaus com covid-19

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU/UFPI) vai receber, nesta quinta-feira (14), 30 pacientes de Manaus, capital do Amazonas, infectados com covid-19. O transporte será feito pelo avião da Força Aérea Brasileira (FAB). A previsão inicial é que os pacientes chegariam ao Aeroporto Senador Petrônio Portella às 13h.

Contudo, a Fundação Municipal de Saúde informa que, em função de problemas de logística no abastecimento de oxigênio no avião da Força Aérea Brasileira que traria os pacientes de Manaus/AM para Teresina, o vôo sofreu um atraso e sua chegada está prevista para as 18h.

Durante entrevista ao GP1, o médico Gilberto Albuquerque, presidente da Fundação Municipal de Saúde, informou que a Prefeitura de Teresina dará todo o suporte relacionado à logística. “Todos eles irão para o HU, são 30 pacientes”, declarou.Foto: Lucas Dias/GP1Hospital Universitário da UFPIHospital Universitário da UFPI

“Já organizamos a logística de recebimentos dos pacientes. Ambulâncias avançadas, equipe de triagem, oxigênio, máscaras, cadeiras de rodas, apoio de transporte. O Hospital Universitário irá receber os pacientes”, detalhou o médico.