A Justiça acatou a ação proposta pelo Ministério Público do Piauí e proibiu eventos que causassem aglomerações em Barras e Boa Hora.

Desta forma, candidatos dos dois municípios devem evitar a realização, incitação ou participação em ebventos que provoquem aglomerações de pessoas como comícios, concentrações preparatórias, caminhadas, carreatas, reuniões com grande número de pessoas e manifestações políticas afins.

Caso descumpram a decisão cada partido e candidato deverão para R$ 20 mil por evento realizado.

Prefeito nem usa máscara e nem fiscaliza o uso

NOTÍCIA RELACIONADA