A Polícia Militar de Barras teve que sair de suas demandas habituais na busca da ordem e da segurança da cidade para atender um caso, no mínimo, inusitado. A negligência de um proprietário de um cão da raça pit bull que vira e mexe circula sem coleira e sem companhia do dono pelas ruas próximas ao hospital de Barras que, na tarde desta segunda-feira (23), fez uma vítima.

O cão entra nas residências das famílias, nos comércio e toca o terror causando pânico na população. Ele entrou na residência do funcionário público Chiquinho Cardoso e matou o cachorrinho de estimação da família.

A família ficou em choque, lamentando a morte do Shaolim, nome do cachorro, e imaginando que o ataque poderia ter sido a um dos membros da família. “Terrível ver o seu cachorro sendo morto por um pit bull e não poder fazer nada temendo ser também atacado. Essa raça tem uma força enorme e é temida por atcar e matar pessoas”, comentou a vizinha de Chiquinho Cardoso.

Shaolim, cãozinho de estimação, morto pela fúria do pit bull

Muito nervoso e revoltado, Chiquinho fez um alerta para a população. “Moro na Rua Carvalho Filho. Meu vizinho, que eu não conheço, tem um pit bull. Quando o carro do lixo passou, eles abriram a porta no momento em que nós abrimos também a nossa. O pit bull deles saiu e entrou na nossa casa de repente. Atacou o meu cachorro e matou. Quem passar por essa rua tem que ter muito cuidado porque esse cachorro nem coleira tem e vive perambulando pela rua”, disse!

O mesmo pit bull, que pertence a um colombiano que mora em Barras (foto abaixo), já entrou em um salão de beleza na mesma rua e deixou apavorado clientes e funcionários. A residência do dono fica atrás de uma escola particular. A sorte é que em tempos de quarentena, as escolas suspenderam as aulas. O ataque poderia ter sido a uma criança.