Um débito no valor R$ R$ 2 milhões e 400 mil que é oriundo de administrações anteriores, fez com que a AGESPISA, rompesse o fornecimento de água de alguns prédios públicos de Barras. A Procuradoria Jurídica do Município chegara a impetrar Mandado de Segurança, requerendo liminarmente o restabelecimento do fornecimento de água, pedido este deferido pela Juíza Titular da Comarca de Barras, Drª Maria das Neves. Para solucionar de vez esse problema, o Prefeito Chico Marques, conseguiu junto à AGESPISA um acordo favorável para a empresa e para a cidade de Barras que foi o parcelamento da divida. Ficou acordado entre ambas as partes que o débito terá 50% de desconto, ficando o mesmo em R$ 1 milhão e 200 mil, sendo assim, o município dará uma entrada de 10% e ainda 60 parcelas de R$ 20 mil. Trabalhar para ver as coisas andarem da melhor maneira possível em Barras, como esse problema que foi solucionado de maneira amigável e sadia sempre foi meta da atual administração que sofreu muito por conta de gestões anteriores.