Se o índice de isolamento social continuar a cair, o governo do estado poderá decretar lockdown (bloqueio total), não só aos domingos, mas durante a semana.

A proposta já foi feita para o governador Wellington Dias (PT) que aguarda os dados epidemiológicos para adotar novas medidas.

Segunda-feira, dia 22, será um dia de tomada de decisões, já que encerra o decreto de isolamento social. Neste mesmo dia, o governador receberá novos dados sobre a taxa de contágio do vírus e como está o índice de infecção no estado.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), defendeu ontem medidas mais duras após divulgar que aumentou a ocupação de leitos de UTIs, mesmo tendo reduzido a taxa de transmissão do vírus na capital.

“Se relaxar, vamos caminhar para o desastre. Defendo medidas mais duras e lockdown é uma das alternativas que precisa ser avaliada para que a gente possa ter um sinal mais rápido de diminuição da doença na cidade”, disse Firmino Filho.

Há indicativos de que o governo irá prorrogar o isolamento social. O governador deverá ouvir o COE (Comitê de Operações Emergenciais) para anunciar medidas. Dependendo dos dados, o governo deverá flexibilizar setores que estão com protocolos já definidos.

Ontem, a taxa de isolamento chegou a 39%, um dos mais baixos durante a quarentena.

O lockdown durante a semana está sendo sugerido por médicos, especialistas dos comitês do município e do estado.