Juiz Ulysses Gonçalves condena Marcos Bona a 20 anos em regime fechado

O juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto, da Comarca da Justiça de Porto Marruás, condenou Marcos Bonna Santos Fortes a 20 (vinte) anos de prisão em regime fechado, réu confesso da prática de assaltos, roubos e tentativa de latrocínio na região norte do Piauí.

Bonna era também conhecido por desafiar a polícia militar e chegou a serrar às grades da central da cidade de Nossa Senhora dos Remédios, de onde fugiu em abril deste ano para continuar comandando um grupo criminoso que agia com atos de crueldade contra às vítimas.

O bandido foi recapturado um mês depois com mais três comparsas numa operação conjunta de agentes de Esperantina, polícia civil de Porto (então coordenada pelo delegado Renato Pinheiro) e PMs de Nossa Senhora dos Remédios (liderados pelo Tenente Sabóia Júnior).

O infrator foi condenado por agredir violentamente com pontapés e tentar matar com disparos de revólver os idosos (Francisca Maria da Conceição e Domingos Pereira da Silva) na zona rural da cidade de Esperantina. Em depoimento à polícia civil, o bandido deu detalhes de como agiu com um comparsa conhecido como “loiro velho”.

A polícia investiga ainda o assassinado duas pessoas (uma garota e um idoso), supostamente praticado por Bonna. Ele agora cumprirá prisão numa penitenciária da região de Parnaíba.

Por Francisco Barbosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *