Após pressão da oposição, prefeitura recua e Caixa permanece em Barras

Após pressão da oposição na Câmara Municipal de Barras encabeçada pelo vereador Vinício Marques, que divulgou vídeo nas redes sociais para cobrar a permanência da agência da Caixa Econômica, a prefeitura de Barras recuou e entrou em entendimento com o   superintendente regional da Caixa Econômica, Jonathan Valença.

Os vereadores estavam preocupados que, com a retirada das contas da folha de pagamento da secretaria municipal de Saúde, a CEF perderia uma das principais entradas de recursos, o que comprometeria a permanência da agência no município.

Segundo o vereador Vinício, o prefeito Carlos Monte não participou da reunião porque já havia entrado em entendimento com o superintendente antes. “A reunião foi muito proveitosa porque tratamos também de outras pautas como atendimento e falta de dinheiro nos caixas eletrônicos em períodos que a cidade reúne maior número de pessoas”, destacou o vereador.

Além do vereador Vinício, outros parlamentares utilizaram a tribuna da Câmara para demonstrar a preocupação com relação à saída da agência da cidade. O vereador Antonio Leite foi um deles. A vereadora Jovelina, que também participou da reunião com a equipe da caixa, era outra preocupada com a possibilidade de fechamento.

O vereador Vinício Marques estava solicitando, através de requerimento, que o secretário comparecesse à Câmara Municipal de Barras para prestar esclarecimentos sobre o assunto.

“A agencia da Caixa Econômica Federal, foi uma grande conquista para os barrenses durante o governo do então prefeito Chico Marques, meu pai, que infelizmente estava correndo risco real de fechar.  Estou muito feliz por ter sido peça fundamental para a permanência desse órgão tão importante em nossa cidade, principalmente para os mais necessitados.

Notícia relacionada!

Caixa Econômica de Barras pode fechar se prefeitura fechar a conta da Saúde

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here