Árvore que ‘dá gelo’ em pleno calor chama atenção na zona rural de Barras

Moradores da comunidade Boa Presença ficaram impressionados ao verificar que de uma árvores típica da região, o Jucá, estava brotando gelo

Os galho da árvore Jucá tomados pelo ‘gelo’

33°: esse é a temperatura que marcou em Barras, cidade a 120 quilômetros de Teresina-PI, ao meio dia, do dia 20, feriado de Corpus Critshi, apesar de ser um clima ameno para a região, os moradores da comunidade Boa Presença ficaram impressionados ao verificar que de uma árvores típica da região, o Jucá, estava brotando gelo.

O longah.com foi pesquisar sobre o Jucá: é também chamado de pau-ferro, uma planta medicinal de tronco liso e descamante com manchas esbranquiçadas, que atinge até 20 metros de altura. O Jucá possui folhas compostas, flores amareladas e frutos pretos avermelhados. Contudo, nenhum dos resultados encontrados na internet cita a presença de gelo em sus galhos.

A situação é curiosa e está chamando a atenção da população dos arredores que se dirigem ao local para ver de perto o gelo e a água gelada que cai da árvore. Após o mistério da cor de uma lagoa recém explorada pelo turismo, agora a árvore que dá água gelada… E gelo.

Ao pesquisar mais sobre o tema, reportagem do longah.com descobriu que Barras não é a única cidade que o fenômeno acontece. Em Ceilândia – DF; Arês-RN;

A EXPLICAÇÃO

Em busca de uma explicação científica sobre o mistério, a bióloga Marisa Yamashiro passou informações sobre o caso, através de uma pesquisa que conclui que o “gelo” na verdade é uma espuma que serve de casulo para insetos.

Os insetos alados, ou seja, aqueles que possuem asas como, por exemplo, cigarras depositam seus ovos no galho, esse é envolvido por uma espuma branca que serve de proteção. No interior dessa espuma crescem as ninfas que sugam a seiva e excretam grande quantidade de liquido que escorre do local pingando assim no solo. Esse acontecimento é conhecido como “choro da árvore” que, nada mais é que parte da cadeia alimentar dos seres vivos.

O fenômeno pode ocorrer em diversas partes de uma planta, seja em jardins, vasos ou variadas e grandes culturas. Os insetos são classificados como mastigadores ou sugadores e, de acordo com seu aparelho bucal ataca uma determinada parte do vegetal. Os principais responsáveis pelo ‘choro da árvore’ são os ácaros, besouros, cigarrinhas, cupins, formigas, gafanhotos, grilos, paquinhas, lagartas, percevejos, pulgões e tripés.

VEJA REPORTAGENS QUE TRATAM SOBRE O TEMA

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here