Autoridades não se pronunciam após uma semana da morte de senhora na porta do hospital

Isabel de Sousa Cruz, que atuou na área de serviços gerais da delegacia local, havia saído de casa em busca de atendimento de urgência na referida unidade de saúde.

PORTO: Neste sábado (12), completou uma semana do triste falecimento da portuense Isabel de Sousa Cruz. Ela morreu em frente ao hospital Dr. Roosevelt Bastos quando buscava atendimento em meio a crise causada pela demissão de servidores da prefeitura e salários atrasados em Porto Piauí.

Até o momento, nenhuma autoridade se pronunciou sobre o caso que gerou polêmica nos últimos dias. Mais do que uma fala, é necessário que os culpados sejam punidos na forma da lei e que o episódio não seja esquecido.

Conforme testemunhas, a vítima tinha aproximadamente 63 anos de idade e sofria de hipertensão e diabetes. Ela morreu praticamente na calçada do hospital que conta apenas o reduzido quadro de profissionais do Estado (cerca de 10%) após o ato de demissão dos servidores municipais realizado pelo prefeito Dó Bacelar.

Populares se depararam logo cedo com o corpo de Isabel que estava ainda com a carteira de identidade em mãos. Presume-se que ela tentou adentrar ao centro de atendimento, mas se deparou com as portas lacradas por cadeados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here