Condenado por lesão corporal seguida de morte pega 4 anos de prisão. Família se revolta

A família de  Francisco de Assis Silva, que foi assassinado com uma paulada na cabeça em março do ano passado, ficou revoltada com o resultado do julgamento do acusado que aconteceu nesta segunda-feira (24). O condenado Gabriel do Nascimento da Silva, de 20 anos, pegou apenas 4 anos de prisão e com direito responder em liberdade.

O conselho do júri desclassificou o crime de homicídio para o crime de lesão corporal grave seguida de morte, sendo o acusado condenado em 4 anos de reclusão, a pena base (mínima), com o regime inicial de cumprimento de pena em aberto. Como ele já estava preso há 1 ano e 3 meses já havia cumprido o tempo de reclusão. Desta forma foi libertado.

ENTENDA O CASO!

Com 19 anos, rapaz é preso acusado da morte do Bairro Pedrinhas, em Barras

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here