Debaixo de muita chuva, empate no Juca Fortes. Caiçara 3, Flamengo 3

Foto: Josiel Martins

Na partida em que a chuva foi protagonista e o público no Estádio Juca Fortes, em Barras, não passou de 60 pessoas, um empate com sabor de vitória para um lado e com sabor de derrota para o outro: 3 a 3.

Debaixo de chuva, Célio, Alex e Laércio marcaram para o Flamengo-PI. No segundo tempo, o Caiçara reagiu e empatou com três gols em 20 minutos: Douglas, Jhuliano e Roberto.

O empate deixa o Flamengo-PI na quarta colocação com nove pontos, um a menos que o River-PI, terceiro colocado. Enquanto isso, o Caiçara dá adeus à chance de classificação para as semifinais e permanece na lanterna agora com quatro pontos.

A um empate da classificação, a Raposa volta a campo apenas no domingo (9), quando enfrenta o 4 de Julho na Arena Ytacoatiara, em Piripiri. Já o Leão do Norte se despede do primeiro turno um dia antes contra o Parnahyba em local ainda a ser definido. Os dois jogos são válidos pela sétima rodada do Piauiense.

Campo molhado, Fla-PI superior

A equipe de Frasson se adaptou melhor ao campo enxaguado do Juca Fortes. Com uma forte chuva durante todo o primeiro tempo, as duas equipes tiveram que conviver com o adversário. Mais presente e dominando a partida, o Flamengo-PI tratou logo de afastar a zebra Caiçara e abriu o placar com Célio. De cabeça, aproveitando uma bola levantada pela esquerda, o volante subiu e testou para as redes do goleiro Yuri.

Sem nenhum perigo, Robson pouco pegou na bola. Forte na marcação, a Raposa não deixou o ataque de Gerlan e Louriano e passou a maior parte do tempo na área do Leão. Aos berros do treinador Cristiano, o Caiçara insistia em correr com a bola no campo pesado, ao invés de trabalhar com mais velocidade.

Melhor para o Flamengo-PI, que aumentou. Aos 45 minutos, Alex pegou rebote do goleiro Yuri – que se enganou com a bola escorregadiça – e ampliou. O lance gerou bate boca entre os jogadores do Caiçara. Ismael e Roberto discutiram feio na saída para o intervalo.

Caiçara na reação

A única coisa que mudou no segundo tempo foi a chuva. No mais, tudo continuou na mesma. Com futebol muito ruim – similar àquele que passou seis anos sem ganhar nenhuma partida – o Caiçara não atacava e deixava a Raposa jogar tranquila. Aos 15 minutos, em outra bola cruzada, o time rubro-negro teve Laércio para cabecear e fazer o terceiro.

A goleada só não continuou porque o Caiçara resolveu, finalmente, aquecer o jogo. E com a arma rubro-negra: bolas alçadas na área. Aos 28 minutos, Flávio cruzou e Fred tentou mandar para escanteio. No toque, a bola acabou passando por Robson e caiu nos pés de Douglas: 3 a 1.

O que parecia uma vitória tranquila, virou dúvida e se transformou em um empate frustrante para a Raposa. Em cobrança perfeita, o lateral Jhuliano colocou no canto esquerdo de Robson, que nem saiu para foto. A reação continuou e, aos 47 minutos, Roberto acetou o chute de fora da área e empatou: 3 a 3.

Do globoesportepiaui

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here