Elmano Férrer e JVC desistem de sair do PTB após fracasso de fusão com o DEM

O senador Elmano Férrer confirmou nesta segunda-feira (1) que vai permanecer no PTB. O motivo, segundo o parlamentar, é o fracasso do processo de fusão do partido com o DEM. No sábado (30), os dirigentes das siglas anunciaram a desistência da negociação.

“Eu só sairia se houvesse a fusão, não acontecendo, vamos buscar a saída para a crise, buscar a convergência”, disse, ressaltando que sempre advogou pela superação da divergência em âmbito nacional e nos estados.

“Na realidade, eu sempre achei que essa fusão era difícil e agora está mais difícil ainda. Houve uma reação muito grande e as cúpulas dos dois partidos, no final da negociação, não se entenderem”, afirmou o senador, que chegou a receber convites para ingressar no PP, PMDB e PTC

Segundo Elmano, os senadores e os deputados federais do PTB ficaram de fora das negociações, causando insatisfação em vários estados. “Ficamos à margem do processo dessa negociação, que foi feito com a cúpula dos partidos. Houve uma reação muito forte nos estados”, disse Elmano.

Entre os pontos polêmicos, Elmano disse que o número 25 não era aceito, além de problemas com o fundo partidário.  “Eu sempre alimentava que não desce certo. Você não junta o óleo com a água. Sempre desacreditei. Sair do partido eu nunca quis. Sempre alimentei que superasse a crise e se buscasse uma unidade no partido”, finalizou.

Além de Elmano, era certa a saída do PTB do ex-senador João Vicente Claudino e de deputados estaduais, prefeitos e vereadores da sigla. Unido, o partido foca agora o trabalho para as eleições 2016.

Um dos motivos da fusão não ter ido para frente foi uma exigência do DEM de permanecer com 60% do diretório do novo partido. A negociação era que cada um ficasse com 50%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here