Esperantina/ Pré-candidato a prefeito é preso acusado de furto de água e energia

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado – Greco prendeu em flagrante no
último dia 31 de julho deste ano, o empresário Erasmo Silva Araújo, acusado
de furto de água e energia elétrica, crimes tipificados no art.155, paragrafo 3º e
155, caput, do Código Penal Brasileiro. A pena para o crime é a de reclusão, de
um a quatro anos, e multa.
O empresário é presidente do Diretório Municipal do PSDB em Esperantina/PI e
pré-candidato a prefeito.

Desvios foram constatados em quatro endereços
As irregularidades foram constatadas durante fiscalização das empresas Águas
de Teresina e Equatorial, com apoio da Polícia Civil, no imóvel situado no
Residencial Tabajaras, no Conjunto Pedra Mole e mais outros três endereços de
responsabilidade do empresário.

De acordo com um dos policias que participou das diligências, uma equipe foi
chamada para dar apoio a fiscalização após o empresário ter impedido a ação dos
fiscais das duas companhias.
Após a fiscalização foi constatado irregularidades na medição de água e energia
elétrica, motivo pelo qual foi chamado a pericia criminal que, após exames,
constatou a existência de furto na medição de água e energia elétrica. A equipe
observou haver outros imóveis pertencentes ao empresário na mesma rua onde
funcionam suas empresas que também foram alvo de fiscalização.
No total foram detectados quatro furtos de energia elétrica em quatro imóveis
diferentes e um furto de água.

Empresário afirmou não saber das irregularidades
Ouvido pelo delegado Gustavo Jung Cardoso Batista, o empresário informou que
em uma residência reside os filhos e é responsável pelo local apesar dos boletos
de água e energia serem em nome de sua esposa, Hilda Marcia Rodrigues Silva.
Afirmou que desconhece irregularidades no local, “até porque até algum tempo
atrás quem morava no local era um cunhado”.
Em relação aos demais imóveis inspecionados, Erasmo afirmou que todos eram
gerenciados pelo cunhado e que não sabe dizer como aconteceram as
irregularidades constatadas.

Erasmo Silva foi solto após pagamento de fiança de R$ 10 mil
O empresário foi solto no dia 01 de agosto deste ano mediante o pagamento de
fiança no valor de R$10.000,00 (dez mil reais) sob o compromisso de
comparecer, sempre que intimado, para atos do inquérito, da instrução criminal
e para o julgamento. Também não poderá mudar de residência ou se ausentar
por mais de 8 (oito) dias de sua residência sem comunicar a autoridade onde
poderá ser encontrado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here