Fábrica produzia dinheiro falso que circulava inicialmente em cidades do Norte do Piauí

Após receber uma denúncia dando conta de um esquema de derramamento e venda de notas falsificadas, a Polícia Militar desarticulou, na tarde desta quinta-feira (06) um laboratório de fabricação de dinheiro falso, que funcionava no cruzamento das ruas Anhanguera e Dirceu, no bairro Piauí, em Parnaíba.

“Ele disse que era de Brasília, trabalhou nos Correios e sempre trabalhou com gráfica. Ele tinha uma vida normal, mas levantava suspeitas por realizar suas atividades sempre no mesmo horário. Fabricava o dinheiro na sua casa e distribuía para vários municípios do Piauí, incluindo Teresina, mas também cidades do Ceará e Maranhão”, disse o coronel Raimundo Sousa.

O suspeito preso após a descoberta do laboratório de dinheiro falso no litoral do Piauí era ex-funcionário dos Correios, de acordo com a Polícia Militar. Segundo o coronel Raimundo Sousa, comandante de policiamento no interior, levantamento preliminar apontou que a cada 5 lotes de R$ 5 mil em dinheiro falso, Rafael Francisco Pereira ganhava R$ 500 em cédulas verdadeiras.

De acordo com a autoridade policial, a qualidade do material produzido chamou a atenção dos agentes, pois apresentava até a marca holográfica presente nas cédulas originais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here