Instituto investigado por dar honraria a jumento aponta vereador de Porto como mais atuante

O comércio de diplomas de mérito para vereadores, prefeitos e secretários municipais será investigado pelo Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul após o Fantástico, da TV Globo, denunciar neste domingo (5) que políticos usam recursos públicos, por meio de diárias, para receber premiações.

Para demonstrar a falta de critérios na concessão desse tipo de reconhecimento, a reportagem incluiu um jumento entre os “prefeitos nota 10 do Brasil”. Para a surpresa de todos, o animal recebeu a honraria da União Brasileira de Divulgação.

Em Porto Piauí, região norte do Estado, o Instituto Tiradentes apontou João Elton (Progressista), presidente da Câmara, como o vereador mais atuante do município. Porém, não há registros de pessoas consultadas sobre o assunto na cidade.

Um levantamento do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul mostra que só no estado o Instituto Tiradentes faturou R$ 116 mil em 2016 e 2017, com três eventos. A empresa até promove seminários juntamente com a entrega dos prêmios. Mas, o Ministério Público do Rio Grande do Sul acha que os seminários são apenas uma desculpa.

O porta-voz do Tribunal de Contas do Estado, Valtuir Nunes, relata que falta documentação. “A empresa, pelo que vimos, atribui o prêmio em decorrência de uma pesquisa telefônica feita aos eleitores da cidade. Que não é comprovada, não tem documentação de que isso efetivamente aconteceu, então, isso revela fraude”.

Nos eventos, os políticos recebem diploma de “vereador mais atuante” ou “prefeito mais atuante”. A maioria dos participantes usa dinheiro público para pagar pelas inscrições e também gasta diárias pagas pela prefeitura ou pela câmara para ir às cerimônias.

Dono da empresa, Fernando admite que o seminário usado como pretexto para entregar a honraria é apenas para disfarçar e que o sentido real da premiação é comprar publicidade.

OUTO LADO

“Queria tranquilizar o povo de bem da nossa terra a garantir a INEXISTÊNCIA de transferência de qualquer natureza que seja ao Instituto Tiradentes (desafio se assim houver, para que mostrem algum extrato), mesmo que tentem induzir o leitor ao erro. O supracitado instituto envia gratuitamente pesquisas a todos os municípios do Brasil e o nosso também recebe desde 2013, mas sem pagamento nenhum, muito menos qualquer vereador de Porto pagou para ir receber algum prêmio, o que incomodou profundamente foi de nosso nome ter aparecido em primeiro (sem desmerecer ninguém), onde não posso entrar nesse mérito, pois apenas recebi, não fazemos pesquisas”, disse o vereador João Elton, em sua página pessoal do Facebook!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here