MAIS UMA: Ex-prefeito de Esperantina sofre nova condenação na Justiça Federal

Em ação civil pública, o procurador Antônio Cavalcante de Oliveira Júnior apontou que Santolia não teria prestado contas de valores referentes à transferência de recursos da Funasa, no valor de R$ 127.506,00 mil.

O ex-prefeito de Esperantina, Felipe Santolia, sofreu nova condenação pelo Ministério Público Federal nesta quarta-feira (13). A causa é motivada por prática de improbidade administrativa.

Em ação civil pública, o procurador Antônio Cavalcante de Oliveira Júnior apontou que Santolia não teria prestado contas de valores referentes à transferência de recursos da Funasa, no valor de R$ 127.506,00 mil.

A Justiça Federal já havia condenado o ex-prefeito de Esperantina, Felipe Santolia, a 03 anos de cadeia por desvio de dinheiro público. A sentença foi dada no dia 21 de março deste ano pelo juiz Agliberto Gomes Machado, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí.

Ele também foi condenado pela Justiça Eleitoral ao pagamento de multa no valor de R$ 53.205,00 (cinquenta e três mil, duzentos e cinco reais), em razão da divulgação de pesquisa eleitoral fraudulenta na última eleição.

Em setembro de 2016, uma ação do procurador da República Carlos Wagner Barbosa Guimarães, acusou o o ex-gestor de deixar de prestar contas referentes à primeira parcela dos recursos referentes ao convênio celebrado entre o município e a Fundação Nacional de Saúde – FUNASA, no valor de R$ 240.000,00, cujo objeto era a execução do sistema de abastecimento de água.

Santolia foi condenado também por ter aplicado indevidamente os recursos repassados ao município de Esperantina referente ao Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate), ano 2006, uma vez que ultrapassou o limite de 20% (vinte por cento) para a compra de combustível, assim como a prestação de contas foi apresentada fora do prazo legal.

ex-prefeito foi condenado anteriormente pelo juiz da 6ª Vara Criminal de Teresina, Raimundo Holland Moura de Queiroz, em ação penal por homicídio culposo ajuizada pelo Ministério Público a 06 anos, 07 meses e 10 dias de cadeia. A sentença foi dada em 30 de março de 2016.

Em 06 de novembro de 2015 o ex-prefeito foi condenado pelo juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto a 12 anos e três meses de reclusão em regime inicial fechado, por crime de peculato (desvio de dinheiro público).

Felipe Santolia é réu em mais de 40 ações na Justiça Comum e na Justiça Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA