Momento histórico! Barras vai dar início ao Plano Diretor de ocupação urbana

O prefeito Carlos Monte, conseguiu celebrar uma parceria com a Universidade Federal do Piauí e uma professora de Arquitetura e Urbanismo irá assinar o projeto que será elaborado por ela com os auxílio do alunos de arquitetura.

A sociedade barrense se reuniu na manhã desta sexta (20) em audiência pública para discutir o Plano Diretor Municipal, que tem o objetivo de planejar e dividir o território da cidade de acordo com funções e serviços que desempenham.

O Plano Diretor Municipal é um mecanismo legal que orienta a ocupação do solo urbano, tomando por base por um lado interesses da população, tais como a preservação da natureza e da memória, e de outro, os interesses particulares de seus moradores.

O prefeito Carlos Monte chamou atenção para as  funções sociais que a cidade desempenha: fornecer às pessoas moradia, trabalho, saúde, educação, cultura, lazer, transporte etc. “O espaço da cidade deve ser bem planejado porque é utilizado tanto pela iniciativa privada, como pela público, um planejamento adequado e racional é necessário para o desenvolvimento local”, destacou.

MOMENTO HISTÓRICO

Desde a época do ex-prefeito Manim Rego, que a Lei Federal exige a elaboração de um Plano Diretor para cidades brasileiras com mais de 20 mil habitantes. Três gestões passaram, cerca de 12 anos, e nenhuma delas conseguiu elaborar este plano, que está definido no Estatuto das Cidades como instrumento básico para orientar a política de desenvolvimento e de ordenamento da expansão urbana do município.

O prefeito Carlos Monte, conseguiu celebrar uma parceria com a Universidade Federal do Piauí e uma professora de Arquitetura e Urbanismo irá assinar o projeto que será elaborado por ela com os auxílio do alunos de arquitetura.

Segundo o prefeito, o custo que a prefeitura terá, será só de logística de transporte e de alimentação da equipe durante o tempo em que estiverem em Barras. “Cada vez mais vamos trabalhar com ideias criativas e econômicas para driblar a crise e garantir que mais obras e serviços possam ser desenvolvidos em Barras”, destaca Carlos Monte.

Fotos: Pedro Silva

DEIXE UMA RESPOSTA