Neta diz que avó morreu por falta de médico no hospital de Porto

A idosa foi encaminhada por familiares e vizinhos às pressas ao hospital municipal Dr. Roosevelt Bastos, mas se deparou com a falta de médico para atendimento à população naquela unidade de saúde.

Raimunda da Conceição com netinhos - arquivo pessoal

Um simples procedimento com balão de oxigênio, massagem e medicamentos poderia ter evitado o falecimento da Srª Raimunda da Conceição, que aos 87 anos de idade sofreu um ataque cardíaco, na tarde de ontem (07), em Porto Piauí.

Ela foi encaminhada por familiares e vizinhos às pressas ao hospital municipal Dr. Roosevelt Bastos, mas se deparou com a falta de médico para atendimento à população naquela unidade de saúde.

“Quando chegou ao hospital, só olharam para ela dentro do carro e falaram pra levar logo para Nossa Senhora dos Remédios por falta de médico na cidade. Tinha só enfermeiros, mas não fizeram nada para salvar minha avó”, lamentou Candeias Araújo, neta da vítima.

Ainda num carro de um vizinho, dona Raimunda foi encaminhada para Nossa Senhora dos Remédios, cidade próxima, onde há médicos plantonistas. Conforme o prontuário médico, ela deu entrada já com várias complicações arteriais, mas a demora na locomoção possivelmente impossibilitou a tentativa de evitar que sua vida fosse perdida.

“Se tivesse médico em Porto minha avó poderia ter sobrevivido, mas infelizmente nada foi feito. Os médicos de Nossa Senhora dos Remédios falaram que se ela tivesse sido atendida rápido, poderia estar viva aqui a com a gente”, disse Candeias.

O caso revela uma situação caótica na área da saúde de Porto. Faltam médicos nos finais de semana e toda quinta-feira, além de material para atendimento básico. O hospital possui apenas uma ambulância antiga que foi alugada depois que a única do município foi envolvida num grave acidente.

Familiares de dona Raimunda da Conceição estudam entrar com uma ação judicial contra o município de Porto alegando negligência especificamente neste caso que resultou em seu falecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here