Operação Malum: entenda a ação dos agentes acusados de praticar crimes dentro da delegacia de Barras

Outro crime pode ainda ser atribuído a esse grupo. Trata-se do sumiço da arma que matou o advogado Kelson Feitosa. Na época, o então delegado Arthur Leal chegou a denunciar à Corregedoria da Polícia Civil e ao juiz e promotor da Comarca do município de Barras o desaparecimento da arma que matou o advogado de dentro da delegacia do município.

Irmãos Jocivania Meneses da Silva e Jocielton Meneses da Silva

Francisco Medeiros de Oliveira Junior e o policial civil Júlio César de Macedo Melo, ambos lotados na Delegacia do município, são suspeitos de crimes de tráfico de drogas, corrupção ativa, passiva e associação criminosa. Não se sabe de atuavam juntos ou separados, mas ambos praticavam crimes dentro da delegacia.

De acordo com o delegado geral, Riedel Batista, a investigação começou com a suspeita em cima do policial que passava informações sigilosas para outras pessoas e recebia dinheiro por isso. As drogas que eram apreendidas eram subtraídas e repassadas para pessoas de Barras e de Piripiri para serem comercializadas.

Além destes, foram presos Mardônio Silva de Paula e Maísa Silva de Paula, além de Jocivania Meneses da Silva e Jocielton Meneses da Silva. Pelos sobrenomes, observa-se que existe uma associação familiar para o crime.

Outro crime pode ainda ser atribuído a esse grupo. Trata-se do sumiço da arma que matou o advogado Kelson Feitosa. Na época, o então delegado Arthur Leal chegou a denunciar à Corregedoria da Polícia Civil e ao juiz e promotor da Comarca do município de Barras o desaparecimento da arma que matou o advogado de dentro da delegacia do município.

A operação contou com apoio de mais de 150 policiais civis do Greco, Depre, Corregedoria de Polícia Civil, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Gerência de Polícia do Interior, Delegacias de José de Freitas, Altos, Piripiri, Piracuruca, Pedro II, Campo Maior, Castelo do Piauí, Barras, Batalha, Esperantina, Luzilândia e 8º DP, além da COPAER e CANIL DA PM-PI.

Atualizado às 11h10min

A Polícia Civil, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado – GRECO, Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes – DEPRE, Delegacia Regional de Piripiri, Diretoria de Inteligência da SSP-PI e em parceria com a Promotoria de Justiça de Barras-PI, comunica que na data de hoje (05/09) foi deflagrada a OPERAÇÃO MALUM, que tem por objetivo desarticular grupo criminoso composto por agente públicos e traficantes, que vinham praticando crimes de Tráfico, Corrupção Ativa, Passiva e Associação Criminosa na região norte do Piauí.

As informações que chegam ao longah é que foram presos 4 pessoas: Maysa, esposa do Adriano (que já esteve preso por tráfico), Mardônio, o irmão dela; Francisco Medeiros Júnior, auxiliar administrativo; agente Júlio César (cunhado da Maysa).

Ao todo foram cumpridos mandados de prisões preventivas e buscas e apreensões nas cidades de Barras, Piripiri, Piracuruca e Teresina.

Dentre os investigados encontram-se 01 Agente de Polícia Civil de Barras e 01 Agente Administrativo da Prefeitura de Barras lotado na Delegacia do município.

A Operação contou com apoio de mais de 150 policiais civis do GRECO, DEPRE, Corregedoria de Polícia Civil, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Gerência de Polícia do Interior, Delegacias de José de Freitas, Altos, Piripiri, Piracuruca, Pedro II, Campo Maior, Castelo do Piauí, Barras, Batalha, Esperantina, Luzilândia e 8º DP, além da COPAER e CANIL DA PM-PI.

Ressalte-se que foi de fundamental importância para o desenvolvimento desta complexa investigação a competente atuação dos Juízes de Direito das Comarcas de Barras e Piripiri, Thiago Coutinho e João Bandeira, respectivamente, bem como da efetiva participação da Promotoria de Justiça de Barras, na pessoa do Promotor Silas Sereno Lopes.

O Delegado Geral de Polícia Civil, Riedel Batista e os coordenadores do GRECO e DEPRE, receberão a imprensa às 11h00min na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil para fornecer maiores detalhes da Operação.

Aguarde mais informações!

DEIXE UMA RESPOSTA