Pai de Aretha, cabeleireira que foi assassinada pelo ex, conta detalhes do relacionamento

O pai de Aretha Dantas relatou como era o comportamento de Paulo Neto e como era o relacionamento do casal. Desde a confirmação da morte da vítima, a família já associava o desaparecimento de Aretha com o ex companheiro, porque segundo Audí Claro, pai da vítima, as agressões eram constantes.

No inicio do relacionamento, Paulo Neto tentou se aproximar da família mas os parentes logo notaram que ele tinha um comportamento violento e tentaram afastá-lo de Aretha.

“Dá vinte e duas facadas em um corpo de uma jovem linda, sem defesa, cortar os braços todinho, toda pinicada, que o corpo não pudesse ser visto no velório, só dos ombros para cima e ainda arrastar com um carro e passar o carro por cima para simular um acidente, um atropelamento. Um homem desse é um monstro” afirmou o pai da cabeleireira.

Aretha Dantas Claro, tinha 32 anos de idade, perdeu a mãe quando ainda era adolescente, logo depois, ainda jovem casou-se, mas após 14 anos se separou, depois conheceu Paulo Alves dos Santos Neto.

O relacionamento de Aretha e Paulo iniciou há menos de 1 ano, nos primeiros meses ele começou a frequentar a casa dos familiares da vítima. Os parentes perceberam o comportamento estranho e agressivo dele. Quando Aretha foi morar junto com ele na mesma casa, as agressões eram constantes.

“Quando foi umas 11 horas, ele me ligou falando ‘Sr. Audi dê um jeito na Aretha, a Aretha está impossível, está enchendo meu saco aqui. Isso era desculpa dele,  acho que nessa época ele já tinha feito várias lesões nela, só que a gente não sabia, porque ele falava como se ele não fosse culpado de nada. É um psicopata. O povo diz, que ele tinha o costume de pegar ela pelos cabelos e jogar dentro do carro, mas ninguém se importava muito, porque achava que era marido e mulher né?” disse Audí.

Há cerca de dois meses, Aretha tentou terminar o relacionamento e iniciar uma nova vida, mas as perseguições do ex- companheiro eram constantes.

“Depois que ela arrumou esse namorado uma amiga chamou ela para passar uns dias lá, quando pensou que não o Paulo chegou nesse endereço e fez ela de refém na casa da colega, botou ela dentro de um quarto, gravava e dizia’ olha ai cara, tua namorada aqui, é melhor tu te sair se não tu vai acabar morrendo para aprender largar mulher de homem, porque tu vai morrer’ aquelas besteiras de louco.” disse o pai da vítima.

A família acredita que o crime foi planejado. Para o pai de Aretha, o sofrimento será eterno, mas fica o apelo para que a justiça seja feita e o caso de sua filha não seja apenas mais um para as estatísticas de feminicídio.

“Eu quero que a justiça faça esse moleque apodrecer na cadeia, que ele merece mesmo é estar na cadeia lá junto com os bandidos mesmo”. disse o pai de Aretha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here