Profissão Repórter entrevista barrense sobre golpes aplicados contra idosos

Gonçalo Silva, 72 anos, foi vítima de golpe

O Profissão Repórter desta semana mostrou os golpes aplicados contra idosos e citou como exemplo um aposentado de Barras, que foi vítima do golpe do seguro de vida. A reportagem mostra que o golpe está em prática no país há pelo menos cinco anos e costuma acontecer após a contratação de um empréstimo consignado.

Analfabeto, o idoso Gonçalo Silva, 72 anos, precisa da ajuda da filha para ler o contracheque da aposentaria paga pelo INSS. O que ela não viu é que havia, ali, um desconto mensal de R$ 18 referente a um seguro de vida. A ouvidoria do INSS já recebeu 4 mil denúncias de serviços que os aposentados nunca contrataram, mas que são descontados da aposentadoria por empresas privadas e associações.

“Em Barras, no interior do Piauí, o repórter Erik Von Poser conheceu o seu Gonçalo Silva. Ele é aposentado e fez um empréstimo para comprar uma moto. O problema é que além de pagar a moto, todo o mês é descontado uma quantia de R$ 18 de um seguro de vida da Central Nacional dos Aposentados e Pensionistas do Brasil (Centrape), no qual o aposentado diz nunca ter feito”, chama o apresentador.

Em um site, só em 2018, há 600 reclamações sobre essa empresa sobre desconto indevido. Mais de 1.200 pessoas se queixam de outro serviço de seguro de vida, só que da Sabemi. De acordo com a ouvidoria do INSS, já foram recebidas mais de 4 mil denúncias de serviços que os aposentados nunca contrataram, mas que são descontados da aposentadoria por empresas privadas e associações.

Assista a reportagem no link a seguir!

REPORTAGEM COMPLETA AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here