Projeto do prefeito concede auxílio-moradia de R$ 2 mil aos médicos contratados

Prefeito João Messias – Foto: GP1

No momento em que o país discute o combate aos privilégios, o prefeito de Batalha João Messias(PP) encaminha à Câmara Municipal proposta de criação de auxílio-moradia (bônus salarial disfarçado), no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) para os médicos contratados temporariamente durante sua gestão. A medida chegou na última sexta-feira (01/06) ao Legislativo e ainda deve passar pelo crivo das comissões da Casa antes de ir à votação. Previsão do Paço é de iniciar o pagamento em julho.

tualmente o município batalhense conta com nove médicos do Programa Saúde da Família (PSF) e quatro do Programa Mais Médicos, totalizando 13 profissionais. Deste total, apenas 02 (dois) são efetivos.

Quem não gostou da notícia foi o “baixo clero” da saúde, que aguarda pelo tão sonhado plano de cargos e salários da categoria há décadas.

A tramitação do projeto foi suspensa em abril de 2017, após pedido do Ministério Público Estadual. Ou seja, engavetaram o projeto que beneficiaria toda a classe da saúde. Agora querem aprovar uma lei que privilegia apenas os médicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here