Reforma da Previdência | Saiba quais deputados do Piauí são a favor da proposta

Boa parte dos deputados federais piauienses pretendem votar a favor da proposta de reforma da Previdência, que nesta quarta-feira (09) começou a ser discutida no Plenário da Câmara dos Deputados. Até agora, somente um deputado declarou expressamente o voto contrário à proposta. Os demais sinalizam voto favorável ao texto-base da reforma, apesar da resistência pontual de alguns parlamentares.

O blog procurou a bancada piauiense nesta manhã para ouvir da posição em relação à reforma. Veja como cada parlamentar deve votar.

A FAVOR

Átila Lira (PSB)

O deputado Átila Lira considera que o texto que vai a Plenário foi bastante debatido e preserva direitos da população mais carente, como os beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada) e da Aposentadoria Rural. Átila também se manifestou a favor da inclusão de estados e municípios na reforma.

Flávio Nogueira (PDT)

É a favor da proposta e deve desobedecer a indicação do partido, que fechou questão contra a reforma da Previdência.

Iracema Portela (PP)

Vai votar a favor do texto a ser analisado no Plenário e é contra a inclusão de estados e municípios na reforma. Ela defende que governadores e prefeitos debatam as mudanças nas Assembleias e Câmaras, respectivamente.

Júlio César (PSD)

Também vai votar a favor da reforma e defende a inclusão de estados e municípios no texto que será votado pela Câmara. Se a questão for levada ao Plenário por meio de destaque, ele disse que vota a favor, independente de quem tenha proposto.

Marcos Aurélio Sampaio (MDB)

Diz que votará a favor do texto-base da reforma e defende a preservação dos direitos de professores e policiais. Mas é contra a inclusão de estados e municípios na reforma.

Marina Santos (SD)

É a favor do texto-base da reforma. Sobre a inclusão ou não de estados e municípios, a deputada diz ainda estar indecisa.

Paes Landim (PTB)

Favorável ao texto e também vota a favor da inclusão de estados e municípios na reforma, caso a questão seja levada ao Plenário.

AINDA AVALIAM O VOTO

Margarete Coelho (PP)

Apesar de defender mudanças na Previdência, Margarete avalia que o texto-base ainda precisa de alterações nos aspectos relacionados às mulheres. Para ela, algumas modificações propostas reforçam ainda mais as desigualdades entre homem e mulheres. Mas a tendência é pelo voto sim nos aspectos gerais da reforma.

Rejane Dias (PT)

Signatária de um pacote de emendas à proposta de Reforma, Rejane esteve reunida no final desta manhã com a bancada do PT para tratar sobre a votação. Um dos pontos sensíveis é justamente a exclusão de estados e municípios da reforma. Se a questão for reconsiderada em Plenário, o SIM de Rejane é uma possibilidade.

CONTRA

Assis Carvalho (PT)

Declaradamente contra a proposta. Considera que o texto sacrifica os mais pobres. Procurado, o deputado não atendeu às ligações.


Texto em discussão

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que sua expectativa é aprovar o texto-base da reforma da Previdência ainda hoje, e a partir de amanhã dar início à votação dos destaques ao texto. Na avaliação do presidente, é possível que o segundo turno da PEC seja votado até sexta-feira.

Apesar da possibilidade da inclusão de estados e municípios na reforma, Maia acredita que tal mudança poderia levar à rejeição do texto. E lembra que essa alteração pode ser feita pelo Senado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here