Ronaldo Lages dá sua versão sobre tiros que efetuou em evento público

A confusão aconteceu por volta das 3h da madrugada na praça principal da cidade, durante as comemorações de emancipação do município, Pelo menos três disparos foram ouvidos

“Eu, Ronaldo César Lages não quis em momento algum tumultuar a festa, mas sim, tentar acalmar uma briga que aconteceu no referido evento, onde diversos homens estavam correndo para bater em um outro rapaz, como naquele momento percebi que a Polícia Militar não estaria ali por perto ou próximo, resolvi como Polícial Civil não ser omisso e agir para conter a briga que poderia ter acontecido coisas piores. Quanto a ter efetuado 3 disparos para cima, lógico que para inibir que continuasse a briga que envolvia diversas pessoas, não teria como eu inibir gritando para os mesmo pararem, por esta razão me senti obrigado a efetuar os 3 disparos para conter aquela confusão. Por ser homem público a mídia sempre só conta a versão dela mesma e esquece de ouvir a minha pessoa. Só lembrando que eu sou lotado na delegacia da referida cidade ou seja eu presto serviço como policial civil a esta cidade. Agora deixo uma pergunta : será se eu como policial civil iria deixar matarem um rapaz na minha frente e nada Iria fazer para que isso não viesse a acontecer. Um exemplo é que após este problema o qual me envolvi um jovem foi esfaqueado em praça pública. Será que eu como policial civil presenciando uma cena desta iria deixar este rapaz ser esfaqueado  Onde estava a polícia militar na hora?
A mídia joga pra plateia que eu efetuei disparos de arma de fogo, mas não me procura para saber o porque dos disparos e ouvir minha versão e os das pessoas que lá estavam.

ATUALIZADO ÀS 14:49O

Ex-prefeito Ronaldo Lages é detido por disparar tiros em evento público

Oex-prefeito do município de Nossa Senhora dos Remédios e policial civil, Ronaldo Lages, foi preso na madrugada deste sábado (16), após efetuar disparos de arma de fogo durante a festa de emancipação do município. De acordo com informações do capitão Ângelo, da Polícia Militar, a confusão aconteceu por volta das 3h da madrugada. “Ele estava na praça principal da cidade, durante as comemorações de emancipação do município, quando começou a atirar. Pelo menos três disparos foram ouvidos”, disse.

De acordo com as imagens do vídeo, ele aparece sendo imobilizado por policiais militares. Há uma versão de que ele estava querendo apaziguar uma briga que ocorria na praça. “Uns 10 caras queriam pegar outra pessoa e, para apaziguar a situação, ele atirou para cima”, disse uma testemunha que não quis se identificar.

Segundo o delegado Leonardo Alexandre, da Delegacia de Esperantina, Ronaldo Lages possuía sinais de embriaguez. “Ao fazerem a abordagem, os militares constataram que ele estava com sinais de que havia ingerido bebida alcoólica. A arma que ele estava, uma .40, era de posse da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí, por isso ele deve responder por uso indevido de arma de fogo”, afirmou.

Ronaldo Lages foi detido, conduzido para a delegacia de Porto e depois encaminhado para a delegacia de Esperantina. Ele pagou finança e vai responder o processo em liberdade.

ASSISTA VÍDEO!

Condenações

O ex-prefeito Ronaldo Lages foi condenado pela Justiça por ter matado culposamente no trânsito a biomédica Joysa Ribeiro Barros e lesionado Francisco Richard de Moura Morais, no dia 25 de maio de 2013. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Ronaldo Lages conduzia a caminhoneta VW/Amarok pela Rua Angélica, no sentido sul-norte, em excesso de velocidade, quando desrespeitou a placa de sinalização de parada obrigatória e colidiu com o automóvel GM/Agile dirigido pelo namorado de Joysa, Francisco Richard de Moura Morais. Em decorrência das lesões a biomédica veio a óbito e Richard foi lesionado. Ronaldo Lages evadiu-se do local sem prestar socorro às vítimas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here