Suspeito de estourar caixas eletrônicos em Esperantina é executado com 20 disparos

O piauiense Eudismar Abreu Santos, de 35 anos, foi executado com 20 disparos de arma de fogo na manhã desta terça-feira (25/06) em Ponta Porã, cidade de Mato Grosso do Sul localizada na fronteira com o Paraguai. Ele havia sido preso em fevereiro de 2016 suspeito de participação em estouros de caixas eletrônicos. O delegado Willame Moraes prendeu Eudismar quando ainda comandava o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). Ele confirmou o envolvimento dele em estouro de caixas eletrônicos em Luis Correia e Esperantina.

Segundo o site Ponta Porã News, Eudismar foi morto com pelo menos 20 disparos de pistola do calibre 9mm.  A vítima tinha dez reais, cinquenta mil guaranis (moeda do Paraguai) e uma aliança.

Ainda de acordo com a imprensa local, o piauiense estava sem documentos e foi reconhecido por familiares. A polícia acredita que ele tenha sido executado em outro local durante a madrugada de segunda e o corpo abandonado na estrada. A provável causa da morte é que tenha sido um acerto de contas.

Os vinte disparos que levaram o piauiense à morte foram efetuados por uma pistola 9 milímetros. O corpo de Eudismar foi jogado enrolado em uma lona nos fundos do aeroporto da cidade fronteiriça.

A polícia suspeita que Eudismar, que era também professor de inglês em cursinhos .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here