CRM-PI se mobiliza para implantação de ambulatório de saúde para população Trans

O Conselho Regional de Medicina do Piauí, assim como as demais entidades que participaram de uma audiência pública no Ministério Público Estado, na semana passada, dia 26, sobre a implantação e o funcionamento efetivo do Ambulatório de Saúde para a População Trans do Estado do Piauí, aguardam a proposta firmada pelo Governo do Estado, por meio da Sesapi, que se comprometeu em entregar ao MPE no prazo, improrrogável, de até sete dias, portanto até esta quarta-feira (03) os documentos acerca das ações realizadas para a implantação do referido projeto.

O CRM-PI esteve representado na audiência pela conselheira, Drª Elmarene Athayde. A continuação das discussões e encaminhamentos da audiência ficou agendada para o próximo dia 17 de julho, novamente no MPE. Segundo a conselheira, para a próxima audiência foi solicitada a presença do Secretário Estadual da Saúde, Florentino Neto, bem como dos representantes dos Conselhos de Psicologia, Serviço Social, Defensoria Pública do Estado, Fundação Municipal de Saúde, Hospital Universitário, Hospital Getúlio Vargas, bem como representantes de faculdades de ensino que contemplem cursos de medicina e de outras áreas da saúde.

​O CRM-PI apoia a criação de serviço especializado de atendimento a esta população, tanto que já realizou um fórum especificamente para discutir o assunto, bem como já foi pauta de reunião do Fórum Interinstitucional Permanente de Saúde do Estado do Piauí, o qual reúne várias instituições e entidades, entre elas o próprio MPE e MPF, além do Judiciário, OAB-PI, Defensorias Públicas do Estado, da União, órgãos de saúde.
As pessoas presentes na referida audiência foram solicitadas a assumirem o compromisso de convidar outros profissionais e movimentos sociais que manifestaram interesse em colaborar com a implantação do Projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *