Operação deve prender 219 pessoas envolvidas em fraude de licitações. São 3 cidades do Norte envolvidas

O GAECO (grupo de atuação especial de combate ao crime organizado) em parceria com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), TCU, CGU e TCE deflagrou no início da manhã desta sexta feira (07/04) a operação Escoamento, com o objetivo de cumprir mandados de prisão e condução coercitiva de donos de empresas atuantes no norte do estado do Piauí e empresas do Ceará que atuam nas cidades de Cocal, Buriti dos Lopes e Bom Princípio.

As empresas fechavam contratos para realização de serviços, obras de construção com valores exorbitantes sem a devida prestação do serviço para os quais foram contratadas. A fraude teria rendido cerca de R$ 60 milhões à organização.

O processo investigatório já durava cerca de um ano e meio. Estão sendo cumpridos quase 100 mandados, sendo 46 de busca e apreensão, 36 de condução coercitiva, 13 de prisão preventiva e ainda sequestro de bens.

De acordo com o coordenador do Gaeco, promotor Rômulo Cordão, as empresas do Ceará participavam de licitações diversos municípios sem ter a capacidade operacional para realizar os serviços. Estima que a fraude tenha rendido R$ 200 milhões à organização.

“Algumas empresas sequer tinham sede e, quando tinham eram casebres, e venciam licitações milionárias de obras públicas, locação de veículos e mão de obra. Elas atuavam de forma combinada com as outras empresas, que em tese, eram suas concorrentes formando um cartel”, explica o promotor.

Todos os presos e os que estão sendo conduzidos coercitivamente estão sendo encaminhados para a sede do Ministério público na cidade de Piripiri e depois serão levados para a sede do Gaeco, em Teresina.

Estão envolvidos na operação 219 profissionais entre eles 23 promotores de justiça do Piauí e Ceará, policiais rodoviários federais, além de técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Controladoria Geral da União (CGU).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here