João Cláudio diz que não gravou áudio e nega apoio a Bolsonaro

O humorista João Cláudio Moreno definiu como “fake news” um áudio que circula na internet, como se fosse de sua autoria, em apoio ao candidato de extrema direita à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL). João Cláudio não só desmentiu como disse que imita Luiz Gonzaga muito melhor que o falso humorista.

No suposto áudio, alguém imitando o humorista nos trejeitos nordestinos canta em favor do candidato, mas João Cláudio nega qualquer participação. “Eu não gravei jingle nenhum para o Bolsonaro, não. Isso é fake news. Digo mais: imito Luiz Gonzaga melhor que aquele cabôco ali que tá cantando no áudio”, esclarece o artista.

João Cláudio Moreno ressalta que não faz campanha para Bolsonaro. “Simplesmente não fui eu que gravei. Não gravei nada. Nem apoiando, nem desapoiando. Não estou fazendo declarações atacando ou defendendo candidato algum”, acrescenta. Questionado sobre algum apoio público, João Cláudio Moreno conta que sequer definiu seu voto. “Não tenho candidato nem a presidente, nem a governador do Estado. Sobre o áudio, não tenho e nem desejo ter. É ruim demais”, finaliza o artista.

Image title

Difamação

De acordo com o delegado Daniel Pires, da Delegacia de Crimes Virtuais de Teresina, o caso pode ser tipificado como crime de difamação, no entanto, é imprescindível que a vítima faça uma denúncia. No caso, João Cláudio Moreno não registrou um boletim de ocorrência. “Não temos muito o que tecer sobre o caso porque não houve denúncia. Neste caso, o crime depende da anuência do prejudicado”, explica.

Fake news são competência dos Distritos Policiais. “Poderia enquadrar em difamação, crime contra a honra. Somos totalmente contra fake news. Mas na realidade, estes tipos de crimes são apurados pelos próprios Distritos Policiais. Nossa delegacia investiga mais casos de extorsão, por exemplo”, finaliza o delegado Daniel Pires.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here