O Piauí registrou, nesta sexta-feira (10), queda na ocupação de leitos hospitalares destinados a tratamento de pacientes com covid-19 – o menor número em 16 dias. Os dados atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) também apontam recorde de altas médicas.

Barras apresentou neste sábado, segundo o boletim da Sesapi 865 casos, 18 casos a mais do número apresentado pela prefeitura de Barras, que traz 847 casos confirmados.

Apesar da notícia positiva, o cenário ainda é de alerta. A ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) continua acima de 70%, e mais 18 mortes e 1.196 casos foram confirmados nas últimas 24 horas. O total é de 914 óbitos e 32.465 testes positivos.

Novas mortes e casos confirmados
Com as 18 mortes confirmadas, o Piauí teve o segundo dia seguido com menos de 20 falecimentos – de 2 a 8 de julho, foram registrados mais de 20 óbitos diários.

Foram seis novas mortes de pacientes de Teresina: cinco homens (47, 64, 67, 80 e 89 anos) e uma mulher (63 anos). A capital tem 506 óbitos desde março.

Foi registrada a 18ª morte de Campo Maior – uma mulher de 61 anos.

Picos agora tem 17 óbitos. O último foi de um homem de 69 anos.

Luzilândia confirmou seu 14º óbito – uma idosa de 73 anos.

Foram registrados ainda o sétimo óbito de Altos (homem, 90 anos) e Cocal (homem, 89 anos), o sexto de Miguel Alves (homem, 79 anos) e Oeiras (mulher, 69 anos), o quarto de Marcolândia (mulher, 68 anos) e o terceiro de Nazária (homem, 76 anos), Porto (homem, 65anos) e São Pedro do Piauí (homem, 22 anos).

Passagem Franca registrou sua primeira morte – um idoso de 78 anos. São 99 municípios com vidas perdidas para a covid-19.

O número de municípios com casos confirmados subiu para 215 – Eliseu Martins entrou na lista.

A maioria dos casos é de Teresina (11.886), Parnaíba (3.969), Campo Maior (1.041), Picos (925) e Luzilândia (892).

Situação hospitalar
São 875 pacientes internados – eram 902 no dia anterior. É a menor ocupação total desde 24 de junho e a maior redução em um único dia até agora.

Em parte, a ocupação diminuiu por conta de 51 altas médicas, o maior número registrado em um único dia no Piauí durante a pandemia.

Dos internados, 538 pacientes em leitos clínicos, 23 em estabilização e 314 em UTIs.

Os leitos de UTI seguem com pouca oscilação em sua ocupação – hoje é de 71,53%. Somados terapia intensiva e estabilização, que contam com respiradores, 65,95% estão ocupados.