Os deputados Progressistas, que ainda estão no Governo do Estado, possuem até junho para decidirem se acompanham o senador Ciro Nogueira ou seguem com o governador Wellington Dias (PT). Quem afirma é o presidente estadual da sigla, deputado Júlio Arcoverde. 

Segundo ele, a partir de janeiro, a legenda começou uma contagem regressiva para 2022. Porém, alguns progressistas avaliam que o governador chamara os deputados para essa conversa logo depois do carnaval. 

“A cúpula do partido não tem relação nenhuma com o Governo do Estado. Isso a população pode ter certeza. Há um rompimento formal entre o presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira,  e jamais vamos ficar no mesmo palanque em 2022. Com relação aos deputados, vamos conversar até junho. Precisamos montar nosso grupo de deputados estaduais, federais e as lideranças do interior. Estamos em uma contagem regressiva para a eleição de 2022. Apesar de alguns membros do governo não quererem antecipar isso, mas eles fazem isso no interior. Antecipam o processo na calada da noite. Vamos começar esse trabalho em janeiro”, disse.

Júlio afirma que o partido também faz um trabalho em torno dos prefeitos. Ele destaca que Ciro ajudará os municípios com recursos federais. 

“O senador Ciro se esforça muito em trazer recursos federais para os municípios. Temos esse compromisso. Já conseguiu muito no mês de dezembro e vamos trabalhar para conseguir muito mais. Vamos engrossar as fileiras da oposição. Na Assembleia, a oposição cresceu. Vamos continuar nosso trabalho fortalecendo nosso partido”, destacou.