Categorias
Cidades Destaques Polícia

DHPP pede à Justiça que mãe de Izadora Mourão seja monitorada por tornozeleira

A Polícia Civil do Piauí, através do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), encaminhou um pedido à Justiça com a adoção de medida cautelar, a fim de garantir que a mãe de Izadora Santos Mourão, Maria Nerci, não mantenha contato com testemunhas do caso que investiga o assassinato da advogada, que foi morta com sete golpes de faca na manhã do dia 13 de fevereiro de 2021, na cidade de Pedro II, região Norte do Piauí.

No pedido, a autoridade policial sustentou que a medida cautelar diversa da prisão tem como objetivo garantir que Maria Nerci, que ainda permanece solta, não venha a atrapalhar a instrução processual em que figura também como autor material seu filho, João Paulo dos Santos Mourão, preso dois dias depois após o crime bárbaro.

Com a prisão de João Paulo, Maria Nerci dos Santos Mourão passou a morar apenas com seu outro filho na mansão onde tudo aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.