O governador Wellington Dias se pronunciou, na noite desta sexta-feira (22), através de seu instagram, sobre uma declaração da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, de que ele teria decretado a possibilidade de a polícia entrar em residências sem mandado judicial. “No Piauí, a área de Segurança só entra em uma casa para salvar vidas”, rebateu Dias.

A fala da ministra foi dada durante reunião ministerial, no dia 22 de abril, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, Damares disse: “Inclusive, o governador Wellington, agora, ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não imaginam o que ele vai fazer! Poderá entrar na casa…”.

A declaração foi dada em resposta à ministra Damares Alves que, em uma reunião com Jair Bolsonaro, disse que Dias teria decretado a possibilidade de a polícia entrar em residências sem mandado.

O governador Wellington Dias se pronunciou, na noite desta sexta-feira (22), através de seu instagram, sobre uma declaração da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, de que ele teria decretado a possibilidade de a polícia entrar em residências sem mandado judicial. “No Piauí, a área de Segurança só entra em uma casa para salvar vidas”, rebateu Dias.

A fala da ministra foi dada durante reunião ministerial, no dia 22 de abril, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, Damares disse: “Inclusive, o governador Wellington, agora, ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não imaginam o que ele vai fazer! Poderá entrar na casa…”.

O chefe do executivo estadual então continuou: “na época fizemos aqui um decreto que tinha como base a Lei Federal nº 13.979, era essa lei que exigia que os estados para terem acesso a recursos da área da emergência, a gente vivia em situação de enchentes, e para atender os municípios mandaram uma minuta e eu assinei de boa fé, a OAB nos alertou e imediatamente fiz a operação”, explicou.

Wellington Dias finalizou o vídeo garantindo que “no Piauí, a área de Segurança só entra em uma casa para salvar vidas”.