Na coletiva de domingo (22), Luiz Henrique Mandetta afirmou que a estimativa é que metade da população seja contaminada pelo novo coronavírus.

Segundo o ministro, porém, mais da metade dos infectados não apresentará sintomas.Da metade que apresentar, 85% terá sintomas leves.

O problema é atender os 15% de uma vez. O sistema não aguenta.

“Uma minoria vai necessitar de internação hospitalar. Se ocorresse ao longo do ano, seria uma gripe forte e uma epidemia para idosos”, afirmou.

“Como não temos e ninguém tem imunidade, está acontecendo de maneira abrupta e levará muita gente ao sistema de saúde, como se tivesse apenas uma geladeira e de repente todo o quarteirão precisasse dela.”