Por 4 votos a 2, os magistrados do Tribunal Regional Eleitoral decidiram realizar uma nova eleição no município de Batalha, mas ainda sem data prevista para acontecer. A prefeita eleita Teresina Jesus Lages foi cassada na última quarta-feira (12).

Com a decisão dos juízes, o presidente da Câmara dos Vereadores deve assumir o cargo de prefeito até que se decida qual será o dia da nova eleição. Porém o advogado Willian Guimarães, responsável pela defesa de Teresina de Jesus Lages, prometeu recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral. Isso faz com  que a eleição para a presidência seja mais acirrada.

Ele pretende que Teresinha Lages seja diplomada e empossada. O advogado disse ainda que “caso não consigamos, vamos entrar com recurso para que a nova eleição não seja realizada até o julgamento do primeiro recurso no TSE”, disse.

Este é o primeiro caso de cassação e de decisão por eleição suplementar relativos das eleições de 2012, já que todas as outras julgadas nos últimos meses era com relação as eleições municipais de 2008.

O marido de Teresinha, Antônio Lages, estava impossibilitado de disputar as eleições, sendo assim, ela colocou seu nome a disposição poucos dias antes do pleito. Porém ela não havia se desincompatibilizado do cargo de assessora parlamentar na Assembleia Legislativa, o que considerado ilegal para o Tribunal.