ESCURO

Após caso de Barras, Equatorial alerta para cadastramento de pessoas carentes

Para ter direito, morador precisa estar cadastrado no Tarifa Social

20/06/2021 11h01Atualizado há 3 meses
Por: Redação
Fonte: Maria Carcará, do longah

A Equatorial Piauí esclarece que a Resolução 928/2021, da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), prorrogada até o dia 30/09/21, suspende o corte de energia em unidades consumidoras de famílias baixa renda cadastradas no programa Tarifa Social junto à Distribuidora. No caso citado, a família apenas possui o benefício do Bolsa Família e não se encontra cadastrada no programa Tarifa Social. 

A Distribuidora reforça que os clientes que se enquadram nos critérios para ter o benefício, que concede descontos de até 65% na tarifa de energia, podem se cadastrar por meio da assistente virtual Clara, pelo whatsapp (86) 3228-8200, ou pela Central 0800 086 0800, pelo site da Equatorial, no CRAS mais próximo, ou por meio da Secretaria de Assistência Social.

NOTÍCIA RELACIONADA

Barras! Equatorial descumpre medida que proíbe corte de pessoas carentes

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) prorrogou, até o dia 30 de setembro, ou seja, por mais 90 dias, o conjunto de medidas para garantir a continuidade do serviço de distribuição de energia para os consumidores de baixa renda, em meio à segunda onda da covid-19. Ou seja, proibindo o corte do fornecimento para essas famílias, mas a medida não está sendo cumprida em Barras.

Na casa de Adelino da Silva Lima, no Bairro Santinho, a energia foi cortada desde o mês de maio. “O pessoal que veio cortar falou que a ordem partiu da Equatorial”, conta Adelino.

O morador relata a dificuldade de viver sem energia porque é doente e tem um filho prematuro. A situação dele já é difícil por conta da enfermidade e a pandemia ainda piorou mais, não só a situação dele, mas a de todos os brasileiros com pouca renda.

“Eu tenho sopro no coração e ainda um filho prematuro de 7 mês. Preciso muito de energia. Eu estou sofrendo muito porque aqui onde eu moro tem muita muriçoca e meus filhos nem dormem direito”, lamenta.

Para o relator do processo, o Diretor Hélvio Guerra, “é importante reconhecer que a pandemia afeta de forma mais intensa a parcela mais vulnerável da população, para a qual a fatura de energia representa proporção mais significativa do orçamento familiar, e com isso a resolução traz medidas protetivas que permitem suportar esse período da pandemia com a manutenção de um serviço que é essencial”.

No caso do barrense Adelino da Silva está sendo feito o contrário do que determinou o diretor-geral da Aneel, André Pepitone:

O nosso objetivo é atenuar o sofrimento da população mais vulnerável, contexto em que se insere a dita prorrogação da proibição de corte no fornecimento por inadimplência para a classe Baixa Renda. Essas medidas têm sido adotadas com seriedade e responsabilidade por esta Agência e, em conjunto com outras adotadas no ano passado, têm permitido resguardar os consumidores de energia elétrica mais carentes sem que haja um comprometimento das concessionárias prestadoras do serviço de distribuição"", disse o diretor-geral da Aneel, André Pepitone.

OUTRO LADO:

O longah entrou em contato com a assessoria de imprensa da Equatorial e aguarda resposta!

NOTÍCIA RELACIONADA

aneel-volta-a-proibir-cortes-de-energia-para-familias-de-baixa-renda

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Teresina - PI
Atualizado às 14h14
35°
Muitas nuvens Máxima: 37° - Mínima: 24°
36°

Sensação

7 km/h

Vento

37%

Umidade

Fonte: Climatempo
Redes sociais longah
LEO 300X250
Últimas notícias
LEO 300X250 II
Mais lidas
Redes sociais
Ele1 - Criar site de notícias