NORTE DO PIAUÍ

Homem é condenado a 32 anos de prisão por matar esposa e enterrar no quintal

Ele asfixiou a esposa por motivo fútil e familiares encontraram o corpo

16/10/2021 11h27Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Fonte: G1 PIAUI

Francisco Olavo Silva Vasconcelos foi condenado no Tribunal Popular do Júri, em sessão que aconteceu na quinta-feira (14), a 32 anos de prisão por feminicídio (morte de mulher em contexto de violência doméstica). O crime teve qualificadoras de motivo fútil, emprego de meio cruel (asfixia) e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima, além de ocultação de cadáver.

O crime aconteceu em junho de 2019 e ele foi acusado, pelo Ministério Público, de ter assassinado a esposa, Sandreia dos Santos Lima, 36 anos, no dia 7 de junho de 2019. Ainda conforme a denúncia, ele depois enterrou o corpo dela no quintal da casa onde o casal morava no município de Ilha Grande, a 326 km de Teresina, no Litoral do Piauí.

O corpo da vítima foi descoberto por familiares no dia 10 de junho daquele ano, três dias depois do desaparecimento dela. O acusado foi preso no mesmo dia ao se apresentar na Delegacia da Mulher de Parnaíba.

Crime considerado premeditado

De acordo com a denúncia do Ministério Público, feita com base no inquérito da Polícia Civil, Francisco Vasconcelos premeditou o crime porque disse à mãe da vítima que a filha dela tinha ido embora e não queria que ninguém soubesse onde estava.

 

 

"Na madrugada do dia 7, por volta da meia noite, após uma discussão sobre uma suposta traição, o acusado asfixiou a vítima com as mãos até o seu óbito”, afirmou a denúncia, citada pelo juiz Georges Cobiniano Sousa de Melo, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Parnaíba na decisão.

 

Relacionamento abusivo e com histórico de violência

Segundo a denúncia, o relacionamento foi marcado por abusos e a vítima já havia sofrido tentativas de feminicídio. A motivação para crime seria uma suposta infidelidade.

“A discussão entre acusado e vítima foi ouvida por uma testemunha no momento no qual Sandreia afirmou que Francisco estava doido ou bêbado, ao ser questionada da suposta traição”, diz a decisão.

Corpo enterrado no quintal

Após o assassinato, o acusado teria cavado um buraco no quintal de casa e colocado o corpo da vítima lá. Francisco disse aos familiares da esposa que ela havia ido embora.

“Durante esse período agia de forma fria e com total desprezo à vida humana, haja vista que frequentava serestas, ingeria bebidas alcoólicas e até mesmo atuava como árbitro de futebol”, pontuou o juiz Georges de Melo.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Teresina - PI
Atualizado às 07h46
27°
Muitas nuvens Máxima: 37° - Mínima: 24°
29°

Sensação

13.1 km/h

Vento

79%

Umidade

Fonte: Climatempo
LEO 300X250
Redes sociais longah
Últimas notícias
LEO 300X250 II
Mais lidas
Redes sociais
Ele1 - Criar site de notícias