No último dia 23, o Ministério Público do Piauí (MPPI), por meio do Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gacep), com auxílio da 1ª promotoria de Justiça de Barras e da Vigilância Sanitária Municipal, fizeram visita técnica e inspeção na sede da delegacia da Polícia Civil do município de Barras.

Segundo o promotor de Justiça Silas Sereno, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Barras, no local, em relação à estrutura da edificação, foram constatadas gravíssimas irregularidades que põem em risco a população, os policiais e as pessoas presas em flagrante que ficam aguardando decisão da Justiça no local.

“O prédio apresenta infiltrações, risco de desabamento(com escoras improvisadas), fiação instalada irregularmente e exposta. Muita sujeira, infiltração. O prédio não apresenta a mínima de condição de trabalho para os policiais, nem para o atendimento à população”, avalia Silas Sereno Lopes.

 

Após a produção do relatório da Vigilância Sanitária, será oficiado o secretário estadual de Segurança Pública, Coronel Rubens Pereira, e apresentado o material nos autos da ação já ajuizada pelo MPPI( que visa compelir o estado a adoção de providências para sanar as irregularidades apontadas).

 

A coordenadora do Gacep, promotora de Justiça Fabrícia Barbosa de Oliveira, informou que já solicitou reunião com o secretário estadual de Segurança Pública, o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, e, procuradoria geral do Estado, para tratar da situação do local.