CRIME NA ZONA RURAL

CASO PARUXA: Quase 2 anos depois, IML libera restos mortais de idosa barrense para velório

Laudo confirma que os restos levados para perícia são realmente dela. 

14/06/2024 10h26Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Fonte: Maria Carcará, do longah

A conselheira tuteelar, Lilian Carvalho, da idosa Maria dos Reis Calaça, conhecida com Parucha, informou que, após 1 ano e 10 meses de espera, o IML emitiu o laudo dos restos mortais da tia. 

Pedaços do corpo de Paruxa foram encontrados no quintal de sua casa na localidade Flor do Campo, zona rural de Barras.em 2022. Laudo confirma que os restos levados para perícia são realmente dela.  O IML liberou os restos para ser velado e enterrado pela família.

Parucha morava sozinha com o filho Ramualdo Calaça - que tem uma deficiência mental - e que era o suspeito do crime.

Dona Parucha era aposentada e vivia sozinha com um filho. Apesar de ser idosa - cerca de 70 anos. Ela tinha outro filho, o Rogério Calaça, que mora próximo e sempre ia à casa dela saber como ela está e cuidar dela. Ele também, temia o meio-irmão.

 

Foto
Retalho de roupa de Paruxa foi pista fundamental

O caso teve ampla repercussão e, inicialmente, ela foi dada como desaparecida, até encontrarem os retalhos do que seria o corpo da idosa. Acompanhe nos links a seguir toda a história.

Idosa que mora na zona rural está há 10 dias desaparecida

URGENTE! Restos mortais indicam que corpo de Parucha foi queimado. Filho é suspeito

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Teresina, PI
Atualizado às 11h06
29°
Tempo limpo Máxima: 36° - Mínima: 19°
28°

Sensação

6.17 km/h

Vento

37%

Umidade

Redes sociais longah
Últimas notícias
Mais lidas
Redes sociais
Ele1 - Criar site de notícias